Pombos: doenças e prejuízos causados pela praga

Já falamos aqui no blog sobre as doenças que podem ser transmitidas por pragas urbanas como o rato, e voadores como o morcego. Mas, você sabia que o pombo também pode ser perigoso?

Esse animal, tão comum nas cidades, pode parecer inofensivo. Porém, ele se tornou uma praga urbana devido à proliferação excessiva.

Por que o Pombo virou uma praga?

A presença de pombos nos grandes centros está diretamente ligada ao desmatamento do seu habitat, e à sua fácil adaptação. O pombo é um animal que se alimenta de sementes e grãos. Entretanto, ele se adaptou para se alimentar de todo tipo de comida. Além disso, consegue encontrar facilmente abrigo na área urbana. Combine esses fatores com o fato da cidade não apresentar nenhum risco de predadores, e fica fácil de entender porque ocorre uma proliferação excessiva dessa ave.

Os pombos vivem normalmente de 3 a 5 anos, e se reproduzem anualmente 5 ou 6 vezes. Essa reprodução rápida criou uma grande população que hoje convive perto dos seres humanos, se tornando um problema de saúde pública que deve ser controlado.

Além da saúde, os pombos também acabam causando danos significativos aos materiais de construção. As fezes e excrementos das aves possuem ácido úrico, que corrói e desgasta as construções da cidade.

Quais são as principais doenças transmitidas pelos Pombos?

De acordo com uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, pombos podem transmitir pelo menos 50 tipos de doenças. E essas doenças são facilmente transmitidas, pois não é raro nós humanos entrarmos em contato com fezes, penas e restos de pombos.

A transmissão de doenças como criptococose, histoplasmose e ornitose ocorre devido à inalação da poeira proveniente de fezes secas contaminadas por fungos. Essas doenças afetam o aparelho respiratório, podendo afetar o sistema nervoso central. É isso que acontece nos casos de criptococose. 

A criptococose é a doença transmitida mais comum. Ela ataca o pulmão e se espalha pelo organismo através da circulação sanguínea ou linfática. Os sintomas mais comuns são: febres, sonolência e dores de cabeça.

A salmonelose causa uma infecção aguda no intestino. Ela é transmitida pela ingestão de alimentos contaminados pela bactéria Salmonela sp., trazida pelas fezes de pombos. Seus sintomas mais comuns são: dor de cabeça, febre, vômitos, cólicas, náuseas e diarreias.

 O que fazer com a infestação de Pombos?

A infestação de pombos nas grandes cidades é um problema que deve ser resolvido com medidas do Ministério Público, porém quando o problema afeta o seu imóvel o ideal é procurar a ajuda de profissionais treinados para realizar o controle.

A Polinseto garante qualidade no controle de pombos e outros voadores, como morcegos e pardais. Nossa equipe atua em toda Curitiba, região e litoral. Atendemos em residências, prédios, empresas e escolas de forma ágil e eficiente. Acesse a nossa página do Facebook, entre em contato pelo telefone (41) 3256-7625 ou solicite um orçamento por Whatsapp: (41) 98484-7625.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Entre em contato

Envie sua mensagem com telefone que retornaremos o mais rápido possível.

Enviando

Desenvolvido por Mercado Binário - Criação de site.

Click Me

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?