Como evitar a infestação de Aedes Aegypti na sua casa?

Como evitar a infestação de Aedes Aegypti na sua casa_

Não precisamos nem falar sobre como o mosquito Aedes Aegypti é perigoso. Basta ligarmos os noticiários que ouvimos sobre o famoso Mosquito da Dengue. Isso, porque esse minúsculo inseto é responsável pela transmissão de diversas doenças além da dengue, como o Zika vírus, a Chikungunya e a Febre amarela (sem registro de casos desde 1942).

As quatro doenças transmitidas pelo mosquito são extremamente perigosas, pois podem ocasionar a morte do infectado. Infelizmente, tem sido comum vermos surtos dessas doenças em todo o território nacional nos últimos anos, principalmente nas épocas quentes. Desse modo, tanto poder público quanto privado, têm criado iniciativas para erradicar essas doenças. Porém, não é tão simples sem a ajuda da população. Então, o governo vem criando campanhas incitando a população a lutar contra a proliferação dessa praga.

Uma das principais formas que temos para eliminar essa praga urbana é evitando a proliferação do Aedes Aegypti. Esse mosquito precisa de água parada para depositar seus ovos e assim se reproduzir. Portanto, qualquer local que possa ter água limpa e parada é um foco do mosquito.

Calcula-se que 90% dos focos do mosquito sejam domésticos. Pratos de vasos de plantas, caixas d’água mal tampadas, latas, garrafas, plásticos, cacos, pneus, piscinas sem tratamento da água, calhas, entre outros, são um perigo.

Leia também: Limpeza de caixa d'água ajuda a evitar doenças.

Como evitar a proliferação do mosquito

Algumas soluções simples podem ajudar a evitar a proliferação. Uma delas é colocar areia no prato das plantas ou trocar a água uma vez por semana. Os pneus velhos devem ser furados e guardados com cobertura ou recolhidos pelo serviço de limpeza pública, assim como garrafas pet e outros recipientes vazios.

Já vasos, baldes e outros recipientes vazios devem ser colocados de boca para baixo, evitando o acúmulo de água, principalmente a da chuva. Caso esses objetos estejam com água parada, esvazie-os. Mas não basta esvaziar. Somente esfregando o recipiente é possível retirar os ovos depositados pelo mosquito. Limpe diariamente as cubas de bebedouros de água. Seque as áreas que acumulem águas de chuva. E tampe as caixas d’água.

Leia também: A importância da dedetização em condomínios.

Deixar a caixa d’água mal tampada e sem a limpeza periódica pode ser um dos maiores perigos em casa. Isso porque, além de servir como local para a proliferação do mosquito da dengue, os reservatórios de água podem servir de abrigo para animais, como ratos, baratas, pombos e insetos, que também são transmissores de inúmeras doenças – algumas fatais.

Por essas razões, é importante fazer a limpeza periódica da caixa d’água. A Anvisa sugere que essa higienização seja feita semestralmente por uma equipe qualificada. É importante limpá-la bem, pois um reservatório higienizado de forma incorreta ou inapropriada manterá a água contaminada e impura. Afinal, estamos falando de saúde.

A Polinseto realiza o serviço de limpeza de caixa d’água e dedetização para empresas e residências em Curitiba e região! Entre em contato pelo telefone (41) 3256-7625 ou solicite um orçamento por WhatsApp: (41) 98484-7625. Acompanhe a nossa página no Facebook e o nosso blog para mais informações e dicas.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Entre em contato

Envie sua mensagem com telefone que retornaremos o mais rápido possível.

Enviando

Desenvolvido por Mercado Binário - Criação de site.

Click Me

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?